Maestros Convidados

Dario Sotelo

Formado em piano, violino e viola, recebeu seu título de mestrado em regência orquestral pela “City University”, em Londres, como aluno de Ezra Rachlin, um dos discípulos de Fritz Reiner.

Foi coordenador da área de cordas do Conservatório de Tatuí, reestruturando os programas dos cursos dos instrumentos de cordas, integrando-o às atividades de música de câmara e orquestra, em níveis equiparados. Criou e estabeleceu orquestras em Tatuí e Belo Horizonte.

Através do Conservatório de Tatuí, realizou várias encomendas e estréias mundiais a compositores brasileiros, tendo como exemplos a ópera “A Peste e o Intrigante” de Mario Ficarelli, “Cantata de Natal” de Ernest Mahler e “Sonho de Uma Noite de Verão”, de Edson Beltrami.

Após dois anos em Londres (1991 e 1992), é convidado a assumir a regência da Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí (Orquestra de Sopros Brasileira) e a estabelecer o curso de regência instrumental do Conservatório de Tatuí.

Criou e estabeleceu várias orquestras e conjuntos como: Camerata de Cordas de Tatuí(1985), Orquestra Infanto-Juvenil do Conservatório de Tatuí (1986)
Orquestra Sinfônica Jovem do Conservatório de Tatuí (1989), Orquestra Sinfônica Paulista (1998) e Camerata de Sopros Tatuí (2009).

Como palestrante e regente convidado participou de dezenas de atividades internacionais, entre elas o Festival de Música Brasileira em Wattwill – Suíça, gravação para a Rádio Estatal Húngara, turnês pelos Estados Unidos e Espanha. Atuou, ainda, como regente e palestrante na Convenção Estadual de Minnesota em Mineápolis, na Universidade de Duluth e na “Berklee College of Music”, na cidade de Boston, nos Estados Unidos. Também como regente, vem atuando ainda em vários outros lugares do mundo como Alemanha, Suíça, Espanha, Portugal, Hungria, EUA, Inglaterra, África do Sul, Paraguai, Uruguai, Argentina, Colômbia, Costa Rica . No Brasil, atua em cidades como Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Blumenau, Caxias do Sul, Porto Alegre e em Festivais como Campos do Jordão e São João Del Rei.

Mais recentemente, como Secretario Geral do IV Congreso Ibero-Americano de Compositores, Arregladores y Directores de Banda Sinfônica e Ensembles, organizou e coordenou o evento na cidade de Tenerife – Espanha, em 2008.

Desde 1995 teve a oportunidade de gravar nove CDs com as orquestras de Sopros Brasileira (Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí) e Orquestra Sinfônica Paulista (Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí), com obras de diversos autores brasileiros.

Foi coordenador de duas edições da “Conferência Sul Americana de Compositores, Arranjadores e Regentes de Banda Sinfônica” (2002 e 2004) e do “I Encontro de Regentes de Bandas Militares” em Tatuí (2003), além de ter organizado, em 2006, o I Encontro de Nacional de Compositores em Tatuí.

Vem estabelecendo estreita colaboração com vários compositores e arranjadores brasileiros, dentre os compositores ressaltam-se Hudson Nogueira, Villani-Cortês, Sérgio Vasconcellos-Correia, Edson Beltrami, Antônio Carlos Neves Campos e Mário Ficarelli. Conta em seu repertório com 106 estréias mundiais de obras brasileiras e latino-americanas e 72 estréias brasileiras de obras internacionais.

Além de regente da Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí, Dario Sotelo é professor de regência instrumental da mesma instituição e membro do Conselho e da Comissão Artística da Wasbe (Associação Mundial de Conjuntos de Sopros e Bandas Sinfônicas), representante da América do Sul.